• APRENDA 10 JEITOS DE DESENTUPIR O VASO SANITÁRIO DE FORMA SIMPLES

    Todo mundo gosta de manter sua casa limpa e em ordem, não é mesmo?! Mas, às vezes, pequenos imprevistos podem acontecer...

  • COMO DORMIR RÁPIDO COM 13 DICAS

    Como dormir rápido é uma busca frequente de quem sofre na hora de dormir, como é o caso de quem tem insônia, uma condição muito problemática...

  • 8 ERROS QUE OS HOMENS COMETEM NA HORA DA RELAÇÃO ÍNTIMA

    É muito comum que os homens pensem que são incríveis no sexo, quando na verdade não conseguem satisfazer as mulheres...

domingo, 30 de dezembro de 2018

Como temperar pernil: dicas infalíveis e mais 3 receitas deliciosas!


A carne de porco é muito apreciada aqui no Brasil, tanto que, além de ser muito consumida durante o ano todo, também já virou tradição em datas especiais, como Natal e Ano-Novo. Apesar dessa popularidade nos doze meses do ano, muitas pessoas (inclusive aquelas que mandam superbém na cozinha) não sabem ao certo como temperar um pernil suíno.

O preparo dessa carne exige alguns cuidados bem básicos para que o prato não fique seco e mantenha-se suculento. Mas a gente já adianta: não tem mistério, é fácil e você só precisa seguir as receitas que separamos. Quer saber como temperar pernil? Então, confira!
Mitos e verdades sobre a carne suína


Ainda existem muitas dúvidas em relação à carne suína, principalmente no que diz respeito à saúde. Grande parte da população acredita que essa é uma carne mais gordurosa e que, além disso, transmite doenças. Será que isso tudo é verdade? Antes de ver as dicas de como preparar o pernil, tire as suas dúvidas:
Carne de porco transmite doenças:


Depende. A carne de porco pode, sim, transmitir doenças (como a cisticercose), mas apenas em casos específicos: quando o animal é criado em péssimas condições de higiene e com uma alimentação inadequada. Para que isso seja evitado, busque sempre por carnes que tenham o selo de aprovação da Vigilância Sanitária. Além disso, é importante cozinhar, fritar ou assar o alimento a uma temperatura de 70 °C, e também não é indicado consumir a carne suína malpassada.
O ideal é lavar a carne de porco:


Mito. O ato de lavar a carne, seja de porco, gado ou frango, só irá retirar aquilo que se vê - ou seja, caso a carne esteja contaminada, de nada irá adiantar. Além disso, lavar a carne pode ser uma nova forma de contaminar o pernil.
Carne de porco é muito gordurosa e faz mal para a saúde:


Depende. Muitas pessoas acreditam que a carne suína é sempre mais “gorda” do que a carne de gado, o que não é verdade. Tudo depende do corte suíno - alguns, como o lombo, podem até contar com menos gordura do que a carne de frango. Portanto, é tudo uma questão de escolha certa.
Carne de porco é considerada carne branca:


Mito. Apesar da aparência “branquinha”, a carne de porco é, na verdade, uma carne vermelha. Sua cor clarinha se dá pelo fato de ela contar com menos mioglobina que a carne bovina, uma proteína que, quando exposta ao oxigênio, entrega coloração mais avermelhada à carne. Mas, ainda assim, trata-se de uma carne vermelha.
Truques para preparar (e temperar) o pernil:


1. Atenção na hora de escolher e de congelar a carne:
além de verificar a procedência da peça suína, é muito importante mantê-la sempre na geladeira na temperatura máxima (ou então no congelador), quando você não tiver a intenção de prepará-la de imediato.

2. Deixe o pernil descongelar por 24h:
antes mesmo de temperar e cozinhar o pernil, é importante deixar a carne descansando por 24 horas na geladeira até descongelar. Como essa é uma peça muito grande, se ela estiver congelada na hora do preparo, corre-se o risco de ela ficar crua por dentro.

3. Tempere bem:
o grande segredo desse preparo é utilizar um bom tempero. Por isso, a dica é utilizar o Tempero Sazón® Toque de Alecrim, que contém ingredientes, como cebolinha, cebola, alho, sal e alecrim, que combinam perfeitamente com a carne suína, conferindo aroma e sabor refrescante ao prato.

4. Adicione suco ao tempero:
sucos de frutas, como limão e abacaxi, têm a propriedade de amaciar qualquer carne suína.

5. Deixe marinar:
é importante deixar o pernil de molho para ele tomar gosto. Acrescente a carne, os temperos e o suco de sua escolha em uma tigela e deixe marinar na geladeira por, pelo menos, três horas (quanto mais tempo, melhor). O pernil ficará muito mais macio e com sabor intensificado.

6. Faça furos na carne:
para complementar a dica anterior, faça furos por toda a extensão do pernil. Eles permitem que a marinada penetre na carne com mais facilidade, deixando-a inteiramente temperada e também muito mais suculenta.

7. Pernil assado:
leve a carne ao forno envolta em um saco próprio para assar ou coberta com papel-alumínio, o que garante que o vapor se mantenha dentro do recipiente e ajude a deixar o pernil suculento. Após a carne estar assada, volte o pernil, agora descoberto, ao forno por apenas alguns minutos, até a carne dourar.
Dicas de receitas de pernil


Agora que você já sabe como temperar pernil, confira as três dicas de receitas que separamos abaixo para você deixar todo mundo com água na boca e pedindo mais dessa deliciosa carne:

Pernil Assado

Foto de pernil assado com batatas A primeira dica é para quem adora a versão clássica desse prato. Com essa receita e seguindo as dicas que demos antes, você vai arrasar naquele almoço em família. O prato fica pronto em duas horas (mais as três horas necessárias para a carne marinar) e rende irresistíveis sete porções.

sazon.com.br

sábado, 29 de dezembro de 2018

Como fazer óleo de gergelim

Na cozinha do sudeste asiático é muito comum o uso do óleo de gergelim e hoje em dia este óleo vegetal já se estendeu à gastronomia de muitos outros lugares do planeta.

Óleo de Abacate Caseiro – Como Fazer Óleo de Abacate Natural

O óleo de abacate caseiro, é excelente para você fazer fazer hidratação ou umectação nos cabelos, pois trata basta os fios e ajuda a tirar o ressecamento.

Óleo de coco caseiro; Como Fazer.


Ingredientes

    3 polpas de cocos médios maduros sem a película escura
    4 xícaras de água do coco

15 Utilidades incríveis do bicarbonato de sódio


O bicarbonato de sódio possui mais de 1.001 utilidades. Mesmo assim, ele não costuma ser lembrado no nosso dia a dia. Na realidade, é um produto que não deveria faltar em nenhuma casa.

O Incrível.club reuniu neste post 15 usos que você pode dar a esta substância. Alguns deles irão lhe surpreender.

#15. Desodorante natural

Caso esteja sem desodorante, você pode misturar num recipiente água com bicarbonato de sódio ou simplesmente pegar uma pitada da substância e aplicar nas axilas. Com a mesma técnica é possível acabar com maus odores nos pés.

#14. Reduz a irritação

Se tiver sido picado por algum inseto ou queimado por alguma planta tóxica, aplique uma pasta de bicarbonato de sódio e água sobre as áreas afetadas, o que diminuirá rapidamente as sensações incômodas.

#13. Acaba com a azia

Para aliviar a acidez estomacal, você pode beber uma mistura de meio copo de água com uma colher de bicarbonato de sódio ou um pouco de leite com uma pitada de bicarbonato. Outra alternativa é usar a seguinte receita: 100 ml de água, 1/4 de colher de bicarbonato, 1/4 de colher (das de café) de ácido cítrico (ou um pouco de suco de limão) e 1/2 colher (das de café) de açúcar.

#12. Esfoliante natural

Receita #1. Para clarear a pele. 1 colher de bicarbonato, 1 colher (das de café) de suco de limão, 4 a 5 gotas de óleo de árvore do chá. Misture todos os ingredientes, aplique-os no rosto e massageie bem, usando uma escova especial para massagem.

Receita #2. Para combater cravos. 1 colher (das de café) de bicarbonato de sódio, meia colher (das de café) de mel e um pouco de óleo vegetal. Misture os ingredientes, aplique nas áreas problemáticas durante 5 minutos. Enxágue bem.

Receita #3. Contra rugas. Misture 2 colheres (das de café) de bicarbonato de sódio com 1 de óleo de coco. Massageie bem o rosto por 5 a 7 minutos, depois enxágue com água morna. Repita o procedimento 1 ou 2 vezes por semana.

#11. Para o crescimento do cabelo

Misture 9 colheres de água com 3 de bicarbonato de sódio aplique o resultado nos cabelos, incluindo a raiz. Massageie o couro cabeludo. Depois, aplique uma mistura de água e vinagre de maçã. Massageie e enxágue. Esse procedimento deixa o cabelo mais brilhante e saudável.

#10. Contra estrias

Massagens regulares com esse produto ajuda na regenaração da pele. Misture 3 colheres de bicarbonato de sódio, suco da metade de um limão e faça massagens na área afetada em intervalos frequentes.

#9. Elimina o mau hálito

Misture 2 colheres (das de café) de bicarbonato de sódio, suco de lima, meio copo de água. Use a solução para enxaguar a boca sempre que sentir maus odores. Você pode também usar uma mistura de água com 3 a 4 colheres de bicarbonato de sódio.

#8. Contra calos e maus odores nas mãos

Banhos mornos com bicarbonato de sódio várias vezes por semana são úteis para acabar com a pele endurecida nas mãos e pés. E ao esfregar bicarbonato nas mãos e na tábua de cortar, você consegue eliminar os odores desagradáveis de alho ou peixe depois de preparar uma refeição.

#7. Contra fungo no azulejo

Misture uma parte de água para uma de vinagre. Num recipiente separado, junte 3 partes de bicarbonato de sódio e 1 parte de água oxigenada. Em seguida, aplique nos rejuntes primeiro o líquido da primeira mistura. Depois, limpe usando a pasta da segunda. Antes de usar, faça um teste numa pequena área para verificar possíveis reações indesejadas.

#6. Contra mau cheiro na geladeira

Apenas coloque na geladeira um pequeno recipiente com bicarbonato de sódio durante alguns dias.

#5. Para deixar as joias brilhando

Misture 2 colheres (das de café) de bicarbonato de sódio com 1 colher (das de café) de água e esfregue suas joias usando uma escova de dentes. Em seguida, enxágue.

#4. Para unha encravada

Duas vezes por dia, faça imersões com as áreas afetadas numa solução de bicarbonato de sódio, sal e água morna (1 colher — das de café — de sal e outra de bicarbonato para cada copo de água), de 15 a 20 minutos.

 #3. Para queimaduras

Na banheira, dissolva, 1/2 colher de bicarbonato de sódio em água fria. Isso irá ajudar a aliviar o ardor. Diminua a dor aplicando bicarbonato de sódio e água morna.


#2. Para preparar feijão mais rapidamente

Basta adicionar uma pitada de bicarbonato à panela para que seu feijão fique pronto em menos tempo. Dica especialmente útil para quando o feijão não está tão fresco.

#1. Para escovar os dentes

O bicarbonato de sódio é uma substância abrasiva, então esta dica não pode ser aplicada com muita frequência. Você pode adicionar um pouco de bicarbonato sobre a escova com o creme dental e escovar os dentes da forma habitual. Ou então, pode usar esta receita: enxágue sua escova, jogue bicarbonato por cima e acrescente 2 ou 3 gotas de suco de limão. Depois, escove os dentes como de costume.

Bicarbonato de sódio: principais usos e benefícios




O bicarbonato de sódio é uma substância alcalina (de pH alto) que normalmente é indicada para neutralizar substâncias ácidas.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Câncer

Desde 2005, o Dia Mundial do Câncer é celebrado todo dia 4 de fevereiro em diversos países. Criada pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), a data tem como objetivo chamar a atenção e conscientizar a população sobre a doença.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Métodos contraceptivos: 9 tipos e suas vantagens e desvantagens


Existem vários métodos anticoncepcionais que ajudam a evitar uma gravidez indesejada, como a pílula anticoncepcional ou o implante no braço, porém apenas a camisinha evita a gravidez e protege contra doenças sexualmente transmissíveis ao mesmo tempo e, por isso, deve ser usado em todas as relações, especialmente quando não se conhece o parceiro ou parceira.

Pílula do Dia Seguinte Diad - Como tomar e Efeitos colaterais


Diad é uma pílula do dia seguinte utilizada em caso de emergência para evitar a gravidez, após contato intimo sem preservativo, ou quando há suspeita de falha do método anticoncepcional rotineiramente utilizado. É importante salientar que este remédio não é abortivo nem protege contra doenças sexualmente transmissíveis.

O Diad é um medicamento que tem como substância ativa o Levonorgestrel, e para que o remédio possa agir com eficácia, deve ser ingerido o mais cedo possível, até no máximo de 72 horas após o contato íntimo desprotegido. Este remédio é um método de emergência, logo o Diad não deve ser utilizado com frequência, pois pode causar efeitos colaterais, devido a sua alta concentração de hormônio.

Este remédio pode ser obtido em farmácias com um preço médio de 17 reais.

Pílula do Dia Seguinte Diad - Como tomar e Efeitos colaterais

Como tomar

O primeiro comprimido de Diad deve ser administrado o mais breve possível após a relação sexual, não ultrapassando 72 horas, pois ocorre diminuição da eficácia quando há demora para o início do tratamento. O segundo comprimido deve ser tomado sempre 12 horas após o primeiro. Se ocorrer vômito dentro de 2 horas após a ingestão do comprimido, deve-se repetir a dose.

Possíveis efeitos colaterais

Os principais efeitos colaterais que podem ocorrer com este medicamento são dor abdominal inferior, dores de cabeça, tontura, cansaço, náuseas e vômito, alteração no ciclo menstrual, sensibilidade nos seios e sangramento irregular.

Veja outros efeitos colaterais que podem ser causados pela pílula do dia seguinte.
Quem não deve usar

A pilula de emergência não pode ser usada em gravidez confirmada ou mulheres em fase de lactação.

Sintomas, causas e tratamento da pressão baixa

A pressão baixa, também chamada de hipotensão arterial, acontece quando a pressão atinge valores iguais ou inferiores a 9 por 6 (90 mmHg x 60 mmHg).

Geralmente, os indivíduos com pressão baixa não apresentam sintomas e, por isso, esta situação, normalmente, não é problemática, no entanto existem algumas pessoas que podem apresentar sintomas como dor de cabeça, tontura, fraqueza ou sensação de desmaio, por exemplo.

A pressão baixa é perigosa nos pacientes graves que apresentam-se em estado de choque que pode ser por perda excessiva de sangue, por falência do coração, por infecções graves como a sepse, dentre outras causas. Nesses casos, o paciente necessita de remédios na veia para o aumento da pressão sanguínea, evitando a parada cardiorrespiratória.
Assista no vídeo a seguir o passo a passo para medir a pressão corretamente:



Sintomas de pressão baixa

Os sintomas de pressão baixa incluem:

    Sensação de fraqueza;
  •     Vista escura quando o indivíduo levanta-se rapidamente;
  •     Tontura e dor de cabeça;
  •     Sono ou desmaio.

O indivíduo com estes sintomas deve medir a pressão para saber se ela realmente está baixa e consultar o clínico geral ou o cardiologista para diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.
O que fazer quando a pressão está baixa

As orientações médicas dadas aos pacientes que costumam apresentar quedas de pressão é que, no início de sintomas de tontura, suor frio ou mal estar, o indivíduo:

    Deite de barriga para cima, colocando as pernas em cima de uma cadeira, de forma que as mesmas permaneçam mais altas do que o restante do corpo.

Elevar as pernas, faz com que o sangue retorne mais facilmente ao coração e ao cérebro, normalizando a pressão do paciente.

Usar o sal na pressão baixa, colocando-o embaixo da língua, quando o indivíduo apresenta estes sintomas não é recomendado porque o sal não tem efeito imediato, ele pode demorar horas para aumentar a pressão.

Para as pessoas que tem tendência a ficar com a pressão muito baixa e com sintomas de pressão baixa, é indicado comer de 3 em 3 horas e beber bastante água ao longo do dia, para manter a pressão sob controle.
Sintomas, causas e tratamento da pressão baixa
Pressão baixa na gravidez

A pressão baixa na gravidez é frequente no início da gestação, mas geralmente, não traz complicações para o bebê, e está relacionada com a ação do hormônio relaxina sobre as veias. Além disso, o feto necessita de uma maior quantidade de sangue, e por isso, naturalmente, diminui a quantidade de sangue nas artérias da mãe, causando a pressão baixa.

Se a gestante apresentar sintomas de pressão baixa também deve deitar de barriga para cima, mantendo as pernas elevadas para normalizar a pressão. No entanto, se não houver melhora dos sintomas é recomendado que a mulher consulte o seu obstetra para investigar as causas dessa hipotensão e sua possível correção.

Leia mais detalhes sobre a pressão baixa na gravidez em: Conheça os riscos e como tratar a pressão baixa na gravidez.
Possíveis causas da pressão baixa

A pressão baixa pode ser provocada por:
  1.     Ficar muito tempo de pé (hipotensão postural);
  2.     Calor excessivo;
  3.     Hemorragia;
  4.     Hipoglicemia;
  5.     Insuficiência cardíaca;
  6.     Alimentação pobre em sal;
  7.     Desidratação.

Outras causas comuns da pressão baixa incluem o uso de remédios laxantes, anti-hipertensivos e remédios para emagrecer.

https://www.tuasaude.com/pressao-baixa/

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

domingo, 16 de dezembro de 2018

Coma pimenta vermelha e viva mais

Foto: Antonio Balaguer/Thinkstock/Getty Images

Ela arde, mas prolonga a vida. A pimenta vermelha (dedo-de-moça, malagueta, caiena) reduz em 13% o risco de morte por infarto e acidente vascular cerebral (maiores inimigos da vida corrida), segundo um estudo da Universidade de Vermont, nos Estados Unidos, com 16 mil americanos e duração de 23 anos.

sábado, 15 de dezembro de 2018

Deixe suas peças de prata novas com bicarbonato

 

Quando você usa alguma bijuterias de prata por muito tempo, ela podem ficar escuras e sem brilho. Talvez seja a hora pensar em jogá-las no lixo, mas não, esse problema ainda tem solução.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Saiba como tirar chiclete de roupas, sapatos e tapetes

 

Ás vezes por algum descuido ou acidente, alguns desastres domésticos acontecem. Um deles, que é bem comum, é deixar o chiclete cair em algum tecido, roupa ou tapete. Mas esse probleminha tem solução e existem algumas maneiras para desgrudar a goma de mascar sem danificar o material.

Confira algumas dicas e opções:

Ferro de passar

Para remover o chiclete com ferro de passar roupa, primeiro estenda um pedaço de papelão em uma superfície lisa e coloque a peça com o chiclete grudado virado para baixo. Depois aqueça o ferro em temperatura média e passe-o na roupa até que chiclete tenha sido totalmente transferido para o papel.

Vinagre

O vinagre possui diversas utilidades caseiras. Ele também pode ser eficaz para tirar o chiclete grudado. Então, para realizar essa tarefa, mergulhe uma escova de dentes em um copo (350 ml) de vinagre branco quente. Esfregue o chiclete com a escova até removê-lo por completo.

Gelo

Outra opção, é colocar gelo em um saco plástico, aplique sobre o chiclete e aguarde pelo menos 30 minutos. Ele ficará endurecido e sairá mais facilmente com a ajuda de uma espátula de metal ou de uma faca de manteiga.

Óleo de eucalipto

Por último, utiliza-se o óleo de eucalipto para remover também e funciona. Para isso, umedeça uma flanela com o óleo e passe sobre a goma de mascar. Depois de aplicar, raspe suavemente o local com uma faca ou espátula.

Com informações do site Vix

Aprenda 10 jeitos de desentupir o vaso sanitário de forma simples


Todo mundo gosta de manter sua casa limpa e em ordem, não é mesmo?! Mas, às vezes, pequenos imprevistos podem acontecer. E um dos que mais causam preocupação, sem dúvida, é o vaso sanitário entupido.

Além de causar mau cheiro, o vaso sanitário entupido compromete a higiene geral do banheiro e ainda o deixa inutilizável.

Mas para que este não seja um motivo de desespero na sua casa, veja abaixo algumas maneiras de desentupir o vaso sanitário, de forma simples e sem sujeiras:

1. Bata na parte de trás da bacia

Use um sapato, por exemplo, e bata com força na parte traseira da bacia. Claro, sempre com cuidado para não quebrá-la. Muitas vezes isso é o suficiente para resolver casos de entupimentos menores.

2. Jogue água fervente no vaso

Despeje um balde de água bem quente dentro do vaso sanitário. Provavelmente será necessário usar no mínimo dois baldes para resolver o entupimento. Despeje a água rapidamente, mas sempre tomando cuidado para não se queimar (com a água quente) e nem molhar muito o chão.

3. Jogue água sanitária no vaso

Uma das primeiras tentativas válidas é jogar um pouco de água sanitária no vaso, esperar cerca de 3 horas e depois dar descarga.

4. Jogue vinagre e bicarbonato de sódio no vaso

Misture ½ copo de bicarbonato com ½ copo de vinagre e jogue diretamente no vaso sanitário. Esta é uma solução caseira que muitas vezes traz bons resultados. Porém, se não der certo, você terá que partir para outro método.

5. Jogue detergente e água no vaso

Dilua um pouco de detergente em água fervente e jogue a mistura no vaso sanitário. Dê descarga em seguida, observando se o entupimento foi solucionado. Você pode repetir o processo até três vezes. Caso observe que não deu mesmo certo, tente outro método.

6. Use um desentupidor

A maneira mais indicada é usar o desentupidor e dar descarga simultaneamente. Para isso, é necessário que haja uma boa quantidade de água dentro do vaso.

7. Use soda cáustica, se necessário

Use soda cáustica apenas se outros métodos não tiverem surtido efeito. Tome muito cuidado para não manter contato direto com o produto, por isso, use luvas e óculos durante o processo.

Em um balde cheio de água, coloque 2 colheres (sopa) de soda cáustica e 2 colheres (sopa) de sal. Despeje o conteúdo do balde no vaso. Não repita esse procedimento com frequência, aliás, evite-o.

8. Jogue Coca-Cola no vaso sanitário

Jogue o conteúdo de uma garrafa de 2 litros de Coca-Cola na privada e dê descarga. O refrigerante vai servir como substituto da soda cáustica e provavelmente vai dissolver os detritos que estiverem obstruindo a passagem de água.

9. Tente dar descarga vedando completamente a entrada de ar

Cubra o assento do vaso com um saco de lixo ou com papel filme. Certifique-se de que não restou nenhum espaço aberto para a passagem de ar. Depois, feche a tampa, sente-se ou se ajoelhe em cima da tampa do vaso e acione a descarga por cerca de 30 segundos.

10. Chame um profissional

Se não conseguir mesmo desentupir o vaso sanitário com alguma das soluções caseiras, é melhor não ficar insistindo – o que pode acabar piorando o entupimento. O ideal é procurar imediatamente uma empresa ou um profissional especializado para desentupir o vaso sanitário.

Como prevenir o entupimento:

Algumas orientações bem simples ajudam a evitar um entupimento no vaso sanitário. Confira:

- Nunca jogue absorventes no vaso sanitário;
- Nunca jogue preservativos dentro do vaso;
- Nunca jogue lenços umedecidos no vaso sanitário;
- Não jogue papel higiênico dentro do vaso;
- Tenha sempre uma lixeira no banheiro para o descarte adequado desse material, de - preferência, bem ao lado do vaso sanitário;
- Se você costuma receber bastante visita em casa, veja a possibilidade de colocar uma pequena plaquinha no banheiro lembrando que o papel higiênico deve ser descartado no lixo;
- Limpe seu vaso sanitário ao menos uma vez por semana. (Com informações Dicas de Mulher)

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Apps para dormir: conheça 7 aplicativos que prometem resolver sua insônia

Ninguém gosta de dormir mal, não é mesmo? Nos sentimos cansados, lentos e irritadiços no dia seguinte e o problema vai muito além do desconforto. Quando frequente, o sono insuficiente pode gerar enxaquecas, dores musculares, perda de memória, baixa imunidade e até favorecer o surgimento de doenças graves.

Foi pensando nisso que preparamos uma lista com os 7 apps para dormir mais indicados do momento. Se você anda dormindo menos do que gostaria, é melhor conferir!

1. Twilight

A exposição contínua à luz do celular, computador ou tablet pode inibir a produção de hormônios relacionados ao sono. O Twilight é um aplicativo gratuito desenvolvido para aparelhos Android que imita a função Modo Noturno do sistema iOS. Ele altera a tonalidade da tela e diminui a intensidade da luz, minimizando os efeitos nocivos do uso prolongado desses dispositivos.

2. Sleep Genius

Criado a partir de uma pesquisa realizada pela NASA para ajudar astronautas a dormir, o Sleep Genius reproduz sons relaxantes que diminuem a frequência cardíaca e relaxam a respiração. Permite programar cochilos rápidos, alarmes suaves e conta com uma função de relaxamento para reduzir o estresse. Disponível para Android e iOS

3. Relax Melodies

Esse app mistura músicas com sons da natureza em inúmeras opções diferentes. Permite personalizar e programar a execução para cochilos ou noites inteiras de sono. É grátis e está disponível para Android e iOS.

4. Sleepmaker Rain

Quem não gosta de dormir com o barulho da chuva? Pois é isso que o Sleepmaker Rain faz. O app apresenta várias opções de efeito sonoro como chuva torrencial, precipitação sobre carro, superfície de concreto e muitas outras. Também possui timer para desligar os sons automaticamente. É gratuito e disponível para Android e iOS.

5. Sleep Better

O Sleep Better é um app desenvolvido para monitorar a qualidade do seu sono. O usuário deve informar se praticou atividades físicas, se teve um dia estressante, se tomou café ou álcool, se fez alguma refeição tarde e até se está dormindo fora de casa.
Com todos esses dados, o aplicativo calcula o momento em que o usuário está com sono mais leve para acordá-lo (dentro de um limite pré-configurado, claro). Ele ainda exibe gráficos e relatórios de desempenho das suas noites de sono e apresenta dicas para você melhorar a sua rotina e dormir melhor. Disponível para Android e iOS.

6. Sleep Time

Parecido com o Sleep Better, o Sleep Time também escolhe o melhor momento para te acordar e garantir um despertar mais relaxado. Esse app, entretanto, leva em consideração a sua movimentação para identificar os momentos em que seu sono é mais leve. Disponível apenas para iOS.

7. Long Deep Breathing

Esse app te ensina exercícios de respiração relaxantes para aliviar as tensões acumuladas no dia a dia. Se você pratica yoga, pode ser um bom complemento. É exclusivo para iOS, mas há soluções similares para Android, como o Breathe Well.

Vale lembrar que usar aplicativos não é o bastante se você realmente possui problemas de insônia. Não deixe de procurar ajuda médica se os sintomas persistirem.

Mantenha uma rotina de atividades físicas, diminua o consumo de alimentos estimulantes e se atente a qualidade do ambiente em que você dorme. Evite ruídos e iluminação excessiva, por exemplo, e opte por camas, colchões e travesseiros confortáveis.

O uso de aparelhos eletrônicos durante a noite também pode atrapalhar o sono, por isso seja breve ao utilizar seus aplicativos nesse horário, mesmo os apps para dormir.

Como dormir rápido com 13 dicas


Como dormir rápido é uma busca frequente de quem sofre na hora de dormir, como é o caso de quem tem insônia, uma condição muito problemática.

Dormir de modo inadequado pode causar efeitos nocivos significativos à saúde, incluindo maior risco de desenvolvimento de obesidade, diabetes, dificuldade de aprendizado, dificuldade de retenção de memória, mau humor, entre outros. Para saber mais sobre esse tema, confira a matéria: "O que a privação do sono pode causar?". Mas esse problema muitas vezes pode ser resolvido com hábitos fáceis de aderir.  

Confira 13 dicas de como dormir rápido e coloque seu sono em dia:

1. Diminua a temperatura do ambiente

A temperatura corporal muda quando começamos a dormir. A temperatura central diminui, enquanto a temperatura das mãos e dos pés aumenta.

Se o quarto estiver muito quente, pode haver dificuldade para dormir. Para dormir mais rápido você pode trocar o cobertor por um mais fino ou evitar banhos muito quentes antes de dormir.

As preferências individuais variam, então descubra a temperatura que te ajuda a dormir mais rápido.

2. Use o método respiratório "4-7-8"

O método “4-7-8” é um método de respiração simples, mas poderoso, que promove tranquilidade e relaxamento, e por isso pode ser utilizado para dormir mais rápido. Mas ele pode ser praticado sempre que a pessoa se sentir ansiosa ou estressada.

Aqui estão os passos:
  1.     Primeiro, coloque a ponta da língua atrás dos dentes da frente;
  2.     Expire completamente pela boca e faça um som de whoosh;
  3.     Feche a boca e inspire pelo nariz enquanto conta mentalmente até quatro;
  4.     Prenda a respiração e conte mentalmente até sete;
  5.     Abra a boca e expire completamente, fazendo um som de whoosh e contando mentalmente até oito;
  6.     Repita este ciclo pelo menos mais três vezes.

Esta técnica pode trazer relaxamento e ajudar a dormir mais rápido.

3. Faça um cronograma

Definir um horário para dormir ajuda pegar no sono mais facilmente. Isso porque o corpo tem o próprio sistema regulatório chamado ritmo circadiano. Esse ciclo biológico mantém o corpo em alerta durante o dia e com sono durante a noite. Entenda melhor esse tema na matéria: "O que é ritmo circadiano?".

Acordar e ir para a cama às mesmas horas todos os dias pode ajudar o relógio biológico a manter um horário regular. Uma vez que o corpo se ajusta a essa programação, será mais fácil dormir e acordar na mesma hora todos os dias.

Também é importante dormir de sete a nove horas por noite. Um estudo demonstrou que essa é a duração de sono ideal para adultos.

Para dormir mais rápido dedique 30 minutos a uma hora para relaxar à noite antes de ir para a cama. Isso permite que o corpo e a mente relaxem e se preparem para dormir, de acordo com estudo.

4. Se exponha à luz durante o dia e evite-a ao entardecer e escurecer

A luz influencia o ritmo circadiano do corpo, que regula o sono e a vigília.

A exposição à luz irregular pode levar à desregulação do ritmo circadiano, dificultando o sono e a vigília.

Durante o dia, expondo o seu corpo a luz, ele fica em estado de alerta.

À noite, a escuridão prepara o corpo para dormir. De fato, pesquisas mostram que a escuridão aumenta a produção de melatonina, um hormônio essencial para o sono.

Saia e se exponha à luz solar ou à luz artificial durante o dia. Mas, ao entardecer, evite-a, principalmente a luz azul (comprimento de onda de luz encontrado nos smartphones, televisores, computadores, lampadas de LED brancas, entre outros). Para saber mais sobre esse tema leia a matéria: "Luz azul: o que é, benefícios, danos e como lidar".

5. Pratique ioga, meditação e atenção plena

O estresse traz dificuldade para dormir. Ioga, meditação e prática de mindfulness (atenção plena), por outro lado, ajudam acalmar a mente e relaxar o corpo. Além disso, estudos mostram que essas práticas ajudam a dormir mais rápido.

A prática de ioga estimula padrões respiratórios e movimentos corporais que amenizam o estresse e a tensão acumulados no corpo, de acordo com estudo.

A meditação pode aumentar os níveis de melatonina e ajudar o cérebro a alcançar um estado que ajuda a dormir mais rápido.

A atenção plena, por sua vez, ajuda a manter o foco no presente e diminui a preocupação antes de dormir, segundo estudo.

Praticar uma ou todas essas técnicas pode te ajudar a dormir mais rápido e acordar com mais energia.

6. Não olhe para o relógio

É normal acordar no meio da noite. No entanto, a incapacidade de voltar a dormir pode arruinar uma boa noite de sono.

As pessoas que acordam no meio da noite costumam ficar olhando o relógio e acabam ficando obsecadas com o fato de não conseguirem voltar a dormir rápido.

Esse comportamento pode causar ansiedade e levar à insônia.

Para piorar, acordar regularmente sem voltar a dormir pode fazer com que o seu corpo desenvolva uma rotina errada. Como resultado, você pode acordar no meio da noite todas as noites.

Se possível, é melhor remover o relógio do seu quarto.

7. Evite cochilos durante o dia

Devido à má qualidade de sono durante a noite, as pessoas com insônia tendem a ter sono durante o dia. Isso geralmente leva a cochilos durante o dia.

Enquanto cochilos de curta duração têm sido associados a melhorias no estado de alerta e bem-estar, há opiniões contraditórias sobre os efeitos do cochilo no sono noturno.

Alguns estudos mostraram que cochilos regulares, longos (duas horas ou mais) e tardios podem levar à má qualidade do sono noturno e até à privação do sono.

Um estudo mostrou que, entre 440 estudantes universitários, que relataram ter três ou mais cochilos por semana, que dormiam mais de duas horas e que tiravam cochilo no início da noite (entre 6 e 9 da noite) tinham pior qualidade de sono noturno.

Outro estudo descobriu que os adultos mais velhos que cochilavam frequentemente tinham sono noturno de pior qualidade, mais sintomas depressivos, atividade física mais limitada e maior probabilidade de estar acima do peso do que os que raramente cochilavam.

Para descobrir se os cochilos estão afetando seu sono, tente eliminar completamente os cochilos ou limitar-se a um cochilo curto (30 minutos ou menos) no início do dia.

8. Preste atenção no seu prato

Uma pesquisa mostrou que as refeições com alto teor de carboidratos podem ser prejudiciais para uma boa noite de descanso.

Uma revisão de estudos concluiu que, embora uma dieta rica em carboidratos possa levar você a dormir mais rápido, não será um sono tranquilo. Em vez disso, as refeições com alto teor de gordura podem promover um sono mais profundo e mais tranqüilo.

De fato, vários estudos concordam que uma dieta rica em carboidratos e com baixo teor de gordura diminuiu significativamente a qualidade do sono em comparação com uma dieta com baixo teor de carboidratos/gorduras com a mesma quantidade de calorias para ambas as dietas.

Se você ainda quiser comer uma refeição rica em carboidratos no jantar, você deve fazer isso pelo menos quatro horas antes de dormir, para ter tempo suficiente para a digestão.

9. Ouça a música relaxante

A música pode te ajudar a dormir mais rápido. Pode até mesmo ser usada para melhorar distúrbios crônicos do sono, como a insônia.

Um estudo com 24 adultos jovens demonstrou que a música relaxante promove um sono mais profundo.

A música budista é um tipo de música criada a partir de diferentes cantos budistas e usada para meditação. Ouvir esse estilo musical pode ser uma ótima ferramenta para um sono melhor, de acordo com estudo.

Outro estudo revelou que 25 participantes tiveram um sono mais tranquilo e profundo quando foram expostos a música suave por 45 minutos na hora de dormir, em comparação com aqueles que não ouviam música.

Se você não puder ouvir música relaxante, tente bloquear todo o ruído para dormir mais rápido e para promover o sono ininterrupto, também funciona.

10. Exercite-se durante o dia

A atividade física é frequentemente considerada benéfica para o sono saudável. O exercício pode aumentar a duração e a qualidade do sono, aumentando a produção de serotonina no cérebro e diminuindo os níveis de cortisol, o hormônio do estresse, de acordo com estudo.

No entanto, é importante manter uma rotina de exercícios de intensidade moderada e não exagerar. O treinamento excessivo tem sido associado a piora da qualidade do sono.

A hora do dia em que você se exercita também importa. Para dormir mais rápido e ter um sono de melhor qualidade, treinar de manhã cedo parece ser melhor do que treinar no final do dia.

Portanto, exercício moderado pela manhã pode melhorar significativamente a qualidade e te fazer dormir rápido.

11. Fique confortável

Um colchão e roupa de cama confortáveis têm um efeito notável na profundidade e qualidade do sono.

Um colchão de tamanho médio e firme demonstrou afetar positivamente a qualidade do sono e prevenir distúrbios do sono e desconforto muscular.

A qualidade do seu travesseiro também é crucial. Pode afetar sua curva no pescoço, temperatura e conforto. Um estudo mostrou que travesseiros ortopédicos podem ser melhores do que travesseiros de espuma ou de espuma com memória.

12. Desligue todos os eletrônicos

Usar dispositivos eletrônicos tarde da noite é terrível para o dormir. Assistir à TV, jogar videogames, usar um telefone celular e redes sociais pode prejudicar significativamente o sono (confira aqui estudos a respeito: 21, 22). Isso se deve principalmente à luz azul oriunda desses aparelhos. Saiba mais sobre o tema na matéria: "Luz azul: o que é, benefícios, danos e como lidar".

É recomendável que você desligue todos os aparelhos eletrônicos e guarde computadores e telefones celulares para garantir um local silencioso, livre de distrações. Isso te ajudará a dormir mais rápido.

13. Tente aromaterapia

Aromaterapia envolve o uso de óleos essenciais.

Uma revisão sistemática de 12 estudos revelou que a aromaterapia foi eficaz na melhoria da qualidade do sono.

Além disso, parece que lavanda tem efeitos positivos e ajudam a dormir mais rápido (confira aqui estudos a respeito: 23, 24).

Um difusor de óleo essencial pode ser útil para aromatizar seu quarto com essências relaxantes que estimulam o sono.


Fonte: Healthline

Conheça algumas dicas para acabar com a insônia


A insônia é um dos distúrbios mais comuns entre os indivíduos e é caracterizado pela falta e/ou dificuldade de dormir ou conseguir manter um sono contínuo sem ser interrompido durante a noite.

De acordo com o Instituto Brasileiro do Sono, 30% a 50% dos brasileiros têm insônia.

A insônia ocorre por fatores diversos, entre eles estão: expectativas, como por exemplo, provas, reuniões ou viagens; problemas de saúde, como depressão, ansiedade, dor crônica, estresse; ou o uso de medicamentos.

Conheça também algumas dicas simples para ter uma boa noite de sono:
  • Estabeleça uma rotina de sono: procure deitar e levantar sempre em um mesmo horário, todos os dias. Isso é importante, pois fará com que o seu corpo crie uma rotina de sono.

  • Evite aparelhos eletrônicos: ficar no celular, computador ou assistir televisão antes de dormir não são recomendados. A luz desses aparelhos dificulta na hora de pegar no sono.

  • Nada de nicotina, cafeína e álcool: procure não consumir bebidas ou alimentos que contenham cafeína, como café, chá preto, chocolate, refrigerante, entre outros, porque agem como estimulantes, mantendo as pessoas acordadas. Os fumantes, de uma forma geral, tendem a ter um sono leve, em razão da ansiedade, e o álcool também prejudica no sono profundo. Tranquilizantes ou outras drogas estimulantes devem ser evitadas, exceto com acompanhamento médico.

  • Pratique exercícios: exercitando-se de 20 a 30 minutos por dia, fará com que você gaste energia e, consequentemente, o seu corpo precisará descansar à noite. É recomendável que o exercício seja feito de cinco a seis horas antes de ir para a cama.

  • Ambiente adequado: se possível, procure dormir em um ambiente com temperatura adequada, longe de barulho ou distrações. Um ambiente calmo e aconchegante proporciona maior conforto e contribui no relaxamento do corpo e da mente.

  • Relaxe antes de dormir: um banho, uma leitura agradável ou beber um chá quente são opções que facilitam na hora de descansar e ter uma longa  e tranquila noite de sono.
 Como saber a qualidade do sono?
Além dessas dicas, quer saber como está a qualidade do seu sono?
O aplicativo Sleep Better (Dormir Melhor) é uma opção para você monitorar a eficiência e os ciclos do seu sono e ainda programar alarmes para incluir hábitos saudáveis diários, tais como: redução do consumo de cafeína, maior prática de exercícios, controle do nível de estresse, para saber como esses e outros fatores alteram na qualidade do seu momento de descanso. 

Caso a insônia persista, o recomendável é consultar um médico especialista em sono.

Referências
National Institute of Neurological Disorders and Stroke
http://www.ninds.nih.gov/disorders/brain_basics/understanding_sleep.htm#Insomnia

O que fazer para Parar de Espirrar



Para  conseguir cessar uma crise de espirros imediatamente o que se deve fazer é lavar o rosto e limpar o nariz com soro fisiológico, pingando algumas gotinhas. Isso irá eliminar a poeira que pode haver dentro do nariz, aliviando esse desconforto em poucos minutos.

Normalmente os espirros constantes e as crises de espirro ao acordar são causadas por fatores alérgicos, e por isso se a pessoa possui asma ou rinite, maiores são as chances de sofrer com espirros frequentes.

Algumas outras estratégias para conseguir parar de espirrar são:


1. Olhar para a luz

Ficar olhando fixamente para a luz acesa ou diretamente para o sol é capaz de bloquear o reflexo do espirro imediatamente, fazendo a pessoa se sentir melhor em pouco tempo. 

2. Morder a língua

Uma outra estratégia muito eficaz é focar sua atenção em morder a língua quando estiver sentindo vontade de espirrar. Essa é uma ótima estratégia para momentos constrangedores, como num casamento ou numa reunião importante. 


3. Manter o ambiente limpo


Pessoas que sofrem com algum tipo de alergia, tem mais chances de ter alergia respiratória, por isso devem dormir, trabalhar e estudar em locais devidamente limpos, isentos de poeira, ácaros e de restos de alimentos. Limpar o quarto diariamente e trocar a roupa de cama semanalmente são ótimas estratégias para manter o quarto limpo, mas além disso também é recomendado limpar os móveis com um pano úmido para remover o máximo de poeira que conseguir. 

4. Lavar dentro do nariz

Numa crise de espirros lavar o rosto já ajuda, mas é melhor ainda conseguir pingar algumas gotinhas de solução salina, água do mar ou soro fisiológico dentro das narinas para realmente eliminar qualquer micro-organismo que esteja causando essa reação alérgica. A lavagem nasal que indicamos aqui também ajuda muito.  

5. Tomar água

Beber 1 copo de água também é uma boa forma de controlar os espirros porque isso estimula outras partes do cérebro e ainda umidifica a garganta, o que também ajuda a purificar as vias aéreas. 

6. Tomar banho

Tomar um banho morno, com vapor à sua volta também é uma boa estratégia para parar de espirrar rápido, mas caso isso não seja possível, ferver um pouco de água e inspirar um pouco o vapor d'água que sai da panela também ajuda a purificar as narinas, cessando a crise de espirros.

7. Usar remédios para alergia

Em caso de asma ou rinite alérgica o pneumologista ou alergologista poderão indicar o uso de remédios para controlar a alergia, como broncodilatadores, corticoides ou xantinas, como Salbutamol, Budesonida, Teofilina e Mometasona para controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida da pessoa. Nestes casos os remédios deverão ser usados diariamente por toda a vida, porque diminuem as secreções, facilitam a entrada do ar e diminuem a inflamação crônica que está sempre presente nas vias aéreas.
O que causa espirros constantes

A principal causa dos espirros constantes são reações alérgicas que podem afetar qualquer pessoa, mas que afetam especialmente pessoas com asma ou rinite. Alguns fatores que podem desencadear uma crise de espirros são:
  1.     Poeira no local, ainda que pareça limpo;
  2.     Cheiro de perfume no ar;
  3.     Pimenta no ar;
  4.     Cheirar flores;
  5.     Gripe ou resfriado;
  6.     Estar num ambiente fechado, com pouca renovação do ar;

Em caso de espirro com mau cheiro isso pode indicar, por exemplo, uma infecção nasal ou sinusite, que é quando micro-organismos se desenvolvem dentro das vias aéreas e acabam provocando dor de cabeça e sensação de peso na face, além de mau hálito. Saiba todos os sintomas da sinusite e como tratar.
Porque não se deve segurar o espirro

O espirro é uma reação involuntária do corpo que serve para limpar as vias aéreas de qualquer micro-organismo que esteja causando irritação neste local. Ao tentar segurar um espirro a força realizada pode, até mesmo, levar ao rompimento de pequenos vasos sanguíneos nos olhos, tímpano perfurado, problemas no diafragma e rompimento dos músculos da garganta, o que é uma situação grave, que necessita de cirurgia o quanto antes.

O mais comum é a pessoa espirrar apenas 1 vez, mas em certos casos pode-se espirrar 2 ou 3 vezes seguidas. Pode-se suspeitar de uma crise alérgica se precisar espirrar mais do que isso. 

Quando ir ao médico

É aconselhada uma consulta com um alergologista ou pneumologista se apresentar:

    Espirros constantes e não estiver com gripe ou resfriado;
    Acordar e tiver uma crise de espirros mais de 1 vez por semana.

E também em caso de espirro com sangue, porque embora o mais comum é que isso seja causado pelo rompimento de pequenos vasinhos de sangue de dentro do nariz, se o sangue também estiver presente no catarro ou na tosse, deve ser avaliado por um profissional de saúde. 

https://www.tuasaude.com/como-parar-de-espirrar/

Qual é a melhor forma de parar o soluço?


Existem diversas técnicas que ajudam a parar o soluço. Contudo, aquela que parece ter melhores resultados é a de "beber água de cabeça para baixo". A manobra é bastante eficaz para parar de soluçar e pode acabar até mesmo com os soluços mais difíceis.

Para isso, segure o copo com uma das mãos e coloque o outro braço atrás das costas, para relaxar a musculatura. Depois, coloque a boca na borda mais distante do copo, de maneira que o seu queixo fique dentro do copo. A seguir, incline o tronco para frente até conseguir beber a água.

Beber água "ao contrário" ou "de cabeça para baixo" ajuda a relaxar o diafragma pois, ao engolir a água, o orifício por onde o esôfago passa através do diafragma se distende. A explicação também pode estar na estimulação da garganta e da nasofaringe pela água.

Existem ainda outras formas de parar o soluço, como prender a respiração e soltar o ar aos poucos. Esta manobra pode acabar com soluços leves, pois ajuda a relaxar o diafragma e diminui os impulsos nervosos que desencadeiam os espasmos do músculo.

Levar um susto também pode interromper o soluço, pois provoca uma descarga de adrenalina que tem efeito sobre o diafragma e sobre o nervo vago, responsável pela inervação do músculo.

Há ainda pessoas que conseguem parar de soluçar ao soprar contra uma resistência, beber água gelada, fazer gargarejo, pressionar os olhos para estimular o nervo vago ou manipular o diafragma pressionando as coxas sobre o abdômen ou apoiando o tórax contra uma superfície.

Em geral, os soluços desaparecem espontaneamente em pouco tempo e não precisam de nenhum tipo de avaliação ou tratamento. Porém, soluços persistentes podem ser tratados com medicamentos, hipnose e acupuntura. Se não houver resultados, pode-se optar por uma cirurgia para bloquear o nervo frênico e implantar um marca-passo respiratório.

Se mesmo depois de realizar essas técnicas o soluço continuar por mais de 48 horas, procure um médico clínico geral ou médico de família para uma investigação das possíveis causas.

https://medicoresponde.com.br/qual-e-a-melhor-forma-de-parar-o-soluco/

ALGUMAS DICAS DE COMO DESINCHAR TORNOZELOS, PÉS E PERNAS


 Os pés costumam inchar por diferentes motivos:

Os tornozelos, os pés e as pernas costumam inchar com certa facilidade já que, além de suportar nosso peso, também são afetados por diferentes fatores como a alimentação, as alterações hormonais e alguns transtornos de saúde. Com muita frequência, o inchaço nos tornozelos, pés e pernas é causado pela retenção de líquidos no organismo que, por sua vez, acumula toxinas e resíduos que podem piorar a inflamação.

Existem várias causas que podem influenciar o inchaço dos tornozelos, pés e pernas. Entre as causas mais comuns podemos encontrar a gestação, o sobrepeso, a obesidade, estar de pé o tempo todo e, obviamente, a retenção de líquidos. No entanto, há ocasiões em que devemos ter muito cuidado com esse tipo de inchaço, já que ele pode ser um sintoma de problemas mais graves, como doenças do fígado, trombose venosa e a obstrução linfática.

Se o inchaço nos tornozelos, pés e pernas for persistente, é muito importante consultar um médico para conhecer a causa exata desta situação. Para o resto dos casos, os seguintes remédios naturais podem ser de grande ajuda para desinchar o corpo de maneira eficaz.
  • Tome um banho com água morna e sal grosso para os pés.

É uma boa terapia de relaxamento. Inclusive posteriormente, você pode massageá-los com um pouco de azeite de oliva para terminar o tratamento para os seus pés cansados e inchados.
  • Massageie seus pés com tisana de camomila.

Este pode ser um desses truques com ervas para os pés de interessante resultado. Simplesmente, prepare uma infusão com camomila na água fervendo durante 10 minutos. Quando esfriar, massageie bem seus pés com ela. As propriedades anti-inflamatórias da camomila farão efeito nos seus pés.

​​Faça um banho de aveia. Coloque seus pés inflamados na água bem quente, na qual você terá acrescentado um punhado de farinha de aveia. Procure que a água esteja o mais quente que você puder suportar.
  • Ponha seus pés em um banho de ervas.

 Prepare uma infusão com 50 gramas de sálvia, 50 gramas de alecrim e um litro d’água. Submerja seus pés nela, pelo menos durante 15 minutos.

Aplique massagens nos seus pés inchados com azeite de oliva.

 Vai te ajudar a ativar a circulação e desinflamá-los.
  • Truques eficazes para desinflamar os pés:

Ø  Mexa uma bolinha de tênis com a sola do seu pé.
 
A massagem conseguirá que seu pé relaxe e se desinflame.
 
Ø  Caminhe descalço (a).
 
É uma boa alternativa para relaxar e desinchar seus pés.
 
Ø  Coloque seus pés no alto.
 
Desse jeito, conseguirá reativar a circulação.
 
Ø  Ponha um saco de gelo sobre os seus pés.

O frio ajudará a desinflamar suas extremidades inferiores.

Exercício físico:

Ainda que o inchaço nos tornozelos, pés e pernas possa ser um pouco doloroso, a falta de atividade física pode piorar a condição. Ao contrário do que muitos acreditam, o exercício é uma das melhores formas de desinchar e acabar com a inflamação nas extremidades inferiores. Ao fazer exercícios, ativa-se a circulação sanguínea e é possível prevenir problemas como os coágulos sanguíneos.

O recomendado: praticar natação. Esse exercício é de baixo impacto e não exerce pressão sobre os tornozelos, os pés e as pernas.

Melhorar a dieta e reduzir o sal:

A alimentação é uma das chaves para ter uma boa saúde, boa circulação e prevenir dores nas extremidades inferiores. Como a maioria de nós já sabe, o consumo excessivo de sal ou sódio é uma das principais causas da retenção de líquidos e de acúmulo de toxinas no corpo. É muito importante reduzir o consumo de sal, o qual não somente está presente no pó branco que temos na cozinha, mas também em muitos outros alimentos que adquirimos no mercado.

O recomendado: existem vários substitutos para o sal e vários alimentos que podem reduzir os seus efeitos no organismo. Adote uma dieta saudável com a finalidade de evitar problemas de sobrepeso e de obesidade.

Massagens:

As massagens nos pés e nas pernas são muito relaxantes, estimulam a circulação sanguínea e favorecem a eliminação de líquidos retidos. Trate de fazer movimentos suaves, mas firmes, sempre na direção do coração.

O recomendado: utilizar óleos essenciais para massagear as extremidades inchadas e obter melhores resultados. Entre os óleos essenciais com propriedades anti-inflamatórias encontramos: Hortelã-pimenta, Eucalipto, Limão e  Lavanda.

Para finalizar a Coluna " Espaço Livre"  deixa-lhe algumas dicas que ajudam a reduzir o inchaço:

1. Ingerir muita água é fundamental. Beba 2 litros ou mais de água diariamente para eliminar toxinas e melhorar a textura da pele do rosto e corpo.

2. O tabaco prejudica a circulação sanguínea, pois reduz a quantidade de oxigênio que circula pelo organismo. O melhor é abandonar o cigarrinho.

3. O álcool é grande responsável pela retenção de líquidos. Ele contribui para a destruição das células que regulam os fluidos no sangue.

4. Chá de dente de leão, chá verde, salsaparrilha e chapéu de couro estimulam o sistema linfático.

5. Todas as mulheres gostam de um salto alto, mas este ajuda no surgimento de varizes e celulite. Ele prejudica a circulação sanguínea nos membros inferiores.

6. Faça drenagem linfática 2x por semana para acabar com a retenção de líquidos.

7. Consumir café em excesso prejudica a circulação sanguínea e aumenta o estresse. Mas consumir até 3 xícaras de café diariamente pode funcionar como termogénico e ajudar a queimar gordura.

8.
O sal provoca retenção de líquidos e pode inflamar células. Presente em alimentos ou molhos, este é inimigo da nossa saúde.

9. Relaxar é fundamental para o bom funcionamento do organismo, porque quando estamos muito estressados o organismo liberta cortisol e insulina, fazendo disparar os níveis de glicose.

10. Para melhorar a circulação e prevenir a retenção de líquidos, deixe o carro em casa e caminhe, use as escadas e não o elevador.

11. Não abuse no anticoncepcional, pois este tem estrogênio e progesterona, dois hormônios que provocam a retenção de líquidos.

12. Prefira uma alimentação saudável, evitando o consumo de açúcar, gorduras e frituras, pois estes provocam retenção de líquidos e acumulo de gordura.

13. Roupas demasiado justas prejudicam a circulação sanguínea e causam mais inchaço.

Advertimos: Caso os sintomas persistam, contate um médico.

Por Zecca Paim
MTB 1453 RO

Fonte: José Carlos Paim

Unhas encravadas: 6 remédios caseiros


As unhas encravadas causam dor e podem se infectar. Tanto para prevenir a infecção quanto para aliviá-las, há remédios caseiros muito eficazes.

As unhas encravadas surgem quando uma das porções da unha do dedo do pé dobra a pele e cresce para dentro do tecido suave.

Em termos médicos esta condição é conhecida como onicocriptose e, geralmente, desenvolve-se a partir de uma inflamação microbiana das áreas macias que rodeiam as unhas.

Eventualmente, as unhas encravadas geram uma sensação de dor acompanhada de vermelhidão e inflamação. No entanto, à medida que avançam, sem serem controladas, podem produzir um fluido amarelado ou pus que indica pode haver uma forte infecção.

Isso pode ser o resultado não só de um mau cuidado das unhas, uso de calçados inapropriados, bem como de lesões pequenas às quais não demos a devida atenção.

Além disso, em alguns casos elas também podem ser genéticas, por exemplo: se há antecedentes familiares de deformidade nas unhas.

A boa notícia é que, graças às propriedades de alguns ingredientes, podemos fazer vários remédios caseiros complementares para diminuir o problema.

A seguir compartilhamos os seis mais eficazes para que você os considere quando notar os primeiros sinais deste problema. Contudo, não hesite em procurar um podólogo, para ter um tratamento adequado.

1. Alho contra as unhas encravadas
alho-contra-unhas-encravadas

Em suma, o alho é um ingrediente com propriedades antibióticas que podem nos ajudar a controlar a infecção que aparece por causa das unhas encravadas.

Seus compostos sulfurados podem reduzir a inflamação e acelerar a recuperação das áreas afetadas.
Ingredientes

    1 dente de alho
    1 gaze ou band-aid

Como fazer?

    Em primeiro lugar, amasse um dente de alho em um pilão;
    Então, aplique a pasta obtida sobre a unha;
    Por fim, cubra com um curativo e deixe agir durante toda a noite;
    Repita o tratamento todos os dias até sentir alívio completo.

2. Suco de cebola

O suco natural da cebola tem propriedades similares às do alho, assim como também controla o crescimento bacteriano e fúngico.

Suas propriedades calmantes e anti-inflamatórias ajudam a controlar a vermelhidão da área afetada e, em questão de dias, contribuem para recuperar o seu estado normal.
Ingredientes

    ½ cebola
    5 gotas de limão
    1 algodão

Como fazer?

    Bata a cebola no liquidificador com as gotas de suco de limão e assegure-se de obter todo o seu suco.
    Passe a mistura por uma peneira.
    Então, aplique o líquido na área afetada com a ajuda de um algodão.
    Repita a aplicação duas vezes ao dia, todos os dias.

3. Sais de Epsom
sais-de-epsom-contra-unhas-encravadas

Os banhos com sais de Epsom não apenas relaxam as pernas cansadas, como também reparam as cutículas e previnem que as unhas encravem.
Ingredientes

    ¼ de xícara de sais de Epsom (62 g)
    2 litros de água

Como fazer?

    Aqueça a água a uma temperatura suportável para os pés e acrescente os sais de Epsom.
    Logo depois, mergulhe os pés durante 15 minutos, seque-os e cubra-os com meias.

4. Água oxigenada

Por ser um poderoso desinfetante, a água oxigenada é um dos melhores aliados para suavizar e recuperar a pele que se encontra ao redor das unhas encravadas.

Sua aplicação não apenas acalma a dor, como também evita que as bactérias e os fungos desenvolvam uma infecção.
Ingredientes

    ½ xícara de água oxigenada (125 ml)
    1 litro de água

Como fazer

    Coloque a água para esquentar e misture-a com a meia xícara de água oxigenada.
    Mergulhe os pés durante 15 a 20 minutos e seque-os.
    Por fim, coloque meias ou faça um curativo sobre a área afetada.
    Repita o tratamento todos os dias durante o tempo que for necessário.

5. Vinagre de maçã
 
vinagre-de-maçã-contra-unhas-encravadas

O vinagre de maçã é outro dos remédios infalíveis para evitar que as unhas encravadas se convertam em um problema maior.

Suas propriedades antibacterianas não só podem proteger a área afetada, bem como podem diminuir a inflamação que provoca sensibilidade.
Ingredientes

    ¼ de xícara de vinagre de maçã (62 ml)
    1 litro de água

Como fazer?

    Acrescente o vinagre de maçã ao litro de água quente.
    Logo após, mergulhe os pés.
    Deixe-os de molho durante 20 minutos e seque-os.
    Repita o procedimento todos os dias, no mínimo durante uma semana.

6. Vick Vaporub

A clássica pomada é um produto antisséptico e acalma a irritação e a dor nas unhas afetadas.

Pode ser aplicada por si só para diminuir a dor, mas também pode ser combinada com um pouco de alho para obter efeitos mais potentes e mais rápidos.
Ingredientes

    1 colher de chá de Vick Vaporub
    1 dente de alho

Como fazer?

    Triture o dente de alho e misture-o com a pomada até obter uma pasta.
    Aplique-a sobre a unha encravada e cubra com uma gaze.
    Deixe agir durante toda a noite e repita o mesmo processo durante 5 dias.

Em conclusão, lembre-se de que para ter resultados ótimos com estes remédios deve-se cortar e lixar as unhas de forma quadrada, se a infecção persistir, consulte um médico o quanto antes.

3 Receitas naturais que irão eliminar definitivamente as indesejáveis verrugas


Existe, no mercado farmacêutico, uma infinidade de remédios para eliminar e tratar as tão indesejáveis verrugas. Geralmente, essa anormalidade na pele é derivada de um vírus e se manifestam em vários tipos de cores e tamanhos em qualquer parte do corpo, causando incômodo e insegurança às pessoas que possuem.

No entanto, é possível eliminá-las de maneira natural e eficaz, através de três componentes poderosos:
a casca de banana, o suco de limão e o alho. Quanto à casca de banana, o efeito se dá graças ao ácido salicílico encontrada na fruta. AS propriedades do suco de limão e do alho também são capazes de eliminar este mal.

Abaixo, as receitas naturais que irão eliminar as verrugas de uma vez por todas:

Casca de banana: Corte um pequeno pedaço de uma casca da banana e aplique a parte interna sobre a verruga. Pressione levemente e cobra com uma fita adesiva. Deixe agir enquanto dorme. Troque a bandagem duas vezes por dia e repita este procedimento até obter o ressecamento e a queda da verruga.

Suco de limão: Mergulhe um pedaço de algodão em um pouco de suco de limão puro e aplique várias vezes ao dia sobre a verruga.  Repita até que a verruga fique com um aspecto escuro e caia.

Alho: Macete um dente de alho até que se forme uma passa de característica espessa. Aplique diretamente na verruga e deixe agir por toda a noite, enquanto dorme. Cubra o “curativo” com uma bandagem. Ao acordar pela manhã, higienize o local. REpite o procedimento na noite seguinte e refaça até que a verruga seque.

"Este é um blog de notícias que contém alguns tratamentos caseiros. Elas não substituem um especialista. Consulte sempre seu médico."

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

8 erros que os homens cometem na hora da relação íntima

    É muito comum que os homens pensem que são incríveis no sexo, quando na verdade não conseguem satisfazer as mulheres. Por isso, mostramos aqui uma lista dos erros mais comuns cometidos pelos homens.

Falemos abertamente. A verdade é que as mulheres gostam de sexo quase tanto quanto ou ainda mais que os homens. Mas, claro, sempre que o companheiro faça bem feito e seja possível aproveitar plenamente a relação íntima.

Mas, infelizmente, isso não é algo que acontece com frequência em relação ao gênero masculino, pois, ainda que muitos homens se considerem bons de cama, a última palavra é sempre das mulheres e a maioria costuma discordar.

Atualmente é mais fácil falar abertamente sobre a relação íntima com nosso parceiro ou com nossas amigas, e também é normal ver muitos homens se gabarem de sua performance e de quanto é “expert” no tema.

Porém, em muitas ocasiões, as mulheres saem da relação insatisfeitas e os homens acabam não sabendo disso. Afinal de contas, a maioria das mulheres costuma ser discreta e “amável” para que os homens não se sintam mal.

A comunicação desempenha um papel muito importante na hora de revelar gostos, fantasias e desejos.

Entretanto, nesse ponto, muitas vezes o casal falha devido a uma série de tabus, modelos culturais e erros, que geralmente fazem o homem acreditar que é muito bom no que faz quando na realidade a parceira não se satisfaz e não aproveita do verdadeiro prazer.

Para os homens que acreditam que fazem tudo de forma “excelente” e que são os melhores na cama, preparamos uma pequena lista dos erros mais comuns que podem cometer na hora do ato. Confira!

1. Carícias, faça bem ou melhor que não faça

O clitóris é muito mais complicado que o órgão genital masculino, mas não restam dúvidas de que é uma de nossas maiores fraquezas na hora da relação.

Homens, sejam um pouco mais delicados ao tocar essa região, pois é uma parte muito sensível que deve ser estimulada.

A maioria dos homens costuma ser um pouco brusco e afoito na hora do toque, pois desconhecem que isso pode “bloquear” o prazer que se supõe que a mulher deve sentir com o ato.

2. A carícia nos seios na relação íntima

A maioria das mulheres aprecia as carícias nos seios, já que é uma das partes que mais as excita. Porém, às vezes, o toque é brusco e isso também atrapalha a mulher a se sentir a vontade.

Claro que por vezes somos tomados por paixão e avidez, mas, homens, lembrem-se sempre de manter a mínima delicadeza possível.

3. Atenção: a quantidade não é o mais importante

Esse é outro dos grandes erros cometidos pelos homens, pois geralmente dão mais atenção à quantidade do que à qualidade do ato, e costumam relacionar a capacidade de ter mais de um orgasmo com a juventude e virilidade.

Não restam dúvidas de que os homens são competitivos em todos os sentidos, principalmente quando o assunto é o tal ato, e por essa razão é comum ver que entre eles haja uma disputa sobre seus “recordes”.

Por isso, para eles, os números são muito importantes, pois conseguem medir e comparar, os fazendo se sentir superiores.

Porém, o que não sabem é que, para as mulheres, a qualidade é muito mais importante do que a quantidade.

4. Não dedicam tempo suficiente às preliminares no momento da relação íntima

Queridos homens: nem todo prazer se deve à penetração, assim, não esperem que nos sintamos agradecidas se acontecer apenas isso na hora da relação.

Temos um corpo cheio de pontos frágeis a explorar, por isso é possível afirmar com certeza que se esses pontos não tiverem sido explorados, um homem não conseguiu deixar uma mulher inteiramente satisfeita.

5. Cuidado com os “tapinhas”

Um tapinha em pleno ápice da paixão não é ruim, e pode inclusive excitar muito a mulher.

No entanto, isso precisa ser dosado, pois palmadas após palmadas com uma força desmedida pode passar do limite e deixar de ser bom para ser doloroso ou incômodo.

6. Quietinhos fazem melhor

Se falarmos de romance, nunca é ruim escutar um “te quero”, “eu te amo” ou qualquer palavra carinhosa no ato.

Entretanto, como quase sempre nos deixamos levar pelo desejo desenfreado e o ato mais selvagem, é melhor evitar abrir a boca se for para dizer coisas do tipo: você está gostando? Estou fazendo direito?

Essas são perguntas que podem acabar com o momento e enchê-lo de insegurança. Não se preocupem em perguntar esse tipo de coisa, porque seguramente a mulher deixa transparecer quando está gostando ou não.

7. Não “comam” nossa orelha

Como pode ser erótico ficar com a orelha cheia de saliva?

Claro que essa região pode ser um ponto sensível para muitas pessoas, mas por favor… nesse sentido também é preciso não passar de uma leve carícia com a língua.

Afinal, é improvável que a maioria das mulheres aproveite de uma situação onde a orelha termina toda babada.

8. Não chupem o dedão do pé

Mesmo que seja um fetiche, para a maioria das mulheres soa estranho, um tanto quanto “anormal”.

Os pés são uma região que precisa de mais limpeza e cuidados, logo, seria um pouco “nojento” brincar com eles. Então, o melhor é descartar esse tipo de coisa.