sábado, 19 de janeiro de 2013

Atraso do cartão SUS: integração ficará para depois de 2014.

Idealizado há mais de 12 anos e com investimento que já alcança R$ 400 milhões, a implementação do Cartão SUS, com a integração das informações de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), não deve ser concluída até o fim do governo Dilma Rousseff. O Ministério da Saúde insiste que entregará o sistema integrado na atual gestão. Mas a própria pasta reconhece que só 500 dos 5.568 municípios têm gestão em rede informatizada.E o Planalto ainda não fechou a solução tecnológica — muito menos o orçamento — para oferecer às prefeituras conexão para rodar o sistema em rede. Ao Tribunal de Contas da União (TCU), o Ministério da Saúde afirmou que essa operação só estaria concluída em 2016. Mas a implementação do sistema, dizem especialistas em informação em Saúde, pode levar mais oito anos. O Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems) calcula, numa hipótese otimista, que o sistema vai operar plenamente dentro de seis anos.